Meta: O proprietário do Facebook quer construir ‘o super computador de inteligência artificial mais poderoso do mundo’

Meta: O proprietário do Facebook quer construir ‘o super computador de inteligência artificial mais poderoso do mundo’

O super computador da Meta promete inovar o campo da inteligência artificial e trazer uma potência revolucionária para a tecnologia

 

Autor: Andrew Griffin, 24 de Janeiro de 2022, às 17:11, jornal eletrônico Independent.

Redator-tradutor: Heitor Augusto Colli Trebien

 

A Meta afirma que quer construir o super computador de inteligência artificial mais poderoso do mundo.

O dono do Facebook já concebeu e construiu o que chamou de SuperCluster de Investigação IA, ou RSC, que disse estar entre os supercomputadores inteligentes mais rápidos do mundo.

Espera-se ultrapassar esse marco até meados de 2022, disse a empresa, no que seria um passo importante para aumentar as suas capacidades de inteligência artificial.

Isto está parcialmente centrado no Metaverso, no qual a Meta apostou o seu futuro. Com essa nova tecnologia, “as aplicações e produtos orientados para a IA irão desempenhar um papel importante”, afirmou no seu anúncio.

O RSC está sendo utilizado para criar modelos que podem ser usados para o processamento de linguagem natural, bem como para a visão por computador, disse a Meta. Afirmou também que espera utilizá-lo para o reconhecimento da fala e outras tecnologias no futuro e espera que possa construir sistemas de IA inteiramente novos. 

Esses sistemas podem incluir a capacidade de fornecer traduções de voz em tempo real para grandes grupos de pessoas – para que uma grande equipe, cada uma falando um idioma diferente, possa trabalhar ou jogar em conjunto, disse.

O que irá exigir uma série de tecnologias que ainda não foram totalmente concretizadas. Uma tecnologia que precisaria ser capaz de analisar grandes quantidades de dados, em cenários barulhentos, como shows, e entendê-los em diferentes idiomas, dialetos e sotaques.

A Meta vem trabalhando fortemente em inteligência artificial desde 2013, quando construiu o laboratório de pesquisa de IA do Facebook. Ela construiu tecnologias de computação para esse trabalho antes – mas o RSC é o maior e mais espetacular de todos os tempos.

O plano de construir uma nova infraestrutura de computação para impulsionar esse trabalho, com base em uma placa totalmente limpa, começou no início de 2020, disse o Facebook. O objetivo era permitir que ele treinasse modelos que pudessem analisar conjuntos de dados tão grandes quanto um exabyte – o equivalente a 36.000 anos de vídeo de alta qualidade.

RSC já está funcionando hoje. Mas a Meta diz que continuará a crescer – passando de pouco mais de 6.000 GPUs para 16.000 e, assim, aumentando seu desempenho de treinamento de IA em 2,5 vezes.

Isso permitirá melhorar a inteligência artificial em seus serviços existentes, “mas também permitir experiências de usuário completamente novas, especialmente no metaverso”, disse Meta em um blog.

 

REFERÊNCIAS

 

GRIFFIN, Andrew. Meta: Facebook owner wants to build ‘the most powerful AI supercomputer in the world’. Independent, 24 de jan. 2022. Disponível em: <https://www.independent.co.uk/tech/meta-facebook-ai-metaverse-rsc-b1999605.html>.